Chat with us!

Como descobrir assuntos do momento muito além do Twitter

Não sabe como verificar se os assuntos do momento são relevantes para a sua audiência? Ou se os trending topics do Twitter servem como inspiração para qualquer tipo e formato de conteúdo?

Saber quais são os assuntos do momento, significa que existe um ponto de partida. Mas será que esse jeito ainda vai funcionar com a sua audiência daqui a alguns meses?

Então, o desafio acaba sendo não apenas entender o que está acontecendo agora, mas também, criar conteúdos relevantes. Afinal, ninguém quer criar conteúdos que o público não quer ver.

Neste artigo, você vai entender porque só o trending topics do Twitter não é suficiente para sua estratégia criativa e como você pode descobrir os assuntos relevantes para seus conteúdos em vídeo. 

Por que você não pode depender só do Twitter

Ninguém pode negar o quanto o Twitter tem sido importante para entender os assuntos do momento, notícias e memes, por exemplo.

Inclusive, ele funciona de forma impressionante quando você precisa criar algo mais instantâneo, que só vai servir para o agora. 

Mas quando se trata de conteúdos de longo prazo ou até mesmo de outros formatos como o vídeo, é preciso ter um certo cuidado.

1. Os assuntos não têm a mesma relevância em todas as plataformas

Você já deve ter se deparado com um conteúdo muito no legal no Facebook, mas pensou que ele funcionaria melhor no Twitter, por exemplo. Ou aquele vídeo no Instagram que seria ideal para o YouTube, certo?

Às vezes, um criador de conteúdo tem o feeling sobre o que funciona ou não. Mas, quando se trata de agências de publicidade, que trabalha para diversos clientes ao mesmo tempo, é ainda mais desafiador.

Por isso, é importante saber que nem todos os conteúdos terão a mesma relevância, até com audiências parecidas.

💡Você também vai gostar de ler: Por que sua agência está olhando dados de conteúdo em vídeo incorretamente

2. Nem todos os formatos de conteúdo dão match

Imagine que você tem a missão de criar um vídeo com a temática de dia dos namorados, sem vender um produto. 

No Twitter, não existe nenhuma pista sobre o que pode funcionar. Além disso, existe uma infinidade de formatos: challenge, entrevistas, cortes, vlog, tour, tutorial, making of, pegadinhas, paródias, entre outros.

Ou seja, é importante se lembrar que o comportamento dos usuários no Twitter é bastante diferente, principalmente quando se trata de vídeos.

3. Sua audiência pode não estar no Twitter

Esse é um erro clássico: determinar o que vai ser dito com base no Twitter quando sua audiência não está nele.

Existe uma tendência de pensar que se a marca ou creator está em todas as plataformas, então, os seguidores também estão. Mas essa afirmação está longe de ser verdadeira.

Sua audiência pode não estar no Twitter, tanto é que um mesmo conteúdo postado em todas as redes, no mesmo horário terá engajamentos diferentes em cada uma delas.

💡Você também vai gostar de ler: 5 dicas para aumentar o engajamento dos seus vídeos

Como descobrir assuntos do momento 

Quer criar conteúdos em vídeo que realmente chamem a atenção do seu público? Então você precisa saber sobre as tendências do momento. 

E descobrir os assuntos mais relevantes não é um processo difícil. Para isso, existem algumas fontes de informações que você pode combinar para encontrar o que interessa para sua audiência em nas plataformas de vídeo.

1. Audiência

Quando falamos em descobrir assuntos do momento, uma boa prática é identificá-los com a ajuda da nossa própria audiência.

Uma boa estratégia para descobrir esses assuntos é analisar o que a audiência está falando sobre a marca ou algo voltado ao universo dela.

Por essa razão, você deve analisar os comentários nas redes sociais, mensagens na caixa de entrada e perguntas frequentes. Todos esses canais, deixam insights valiosos sobre o que a audência gosta.

2. Google News

Dependendo da palavra-chave utilizada na sua pesquisa do Google pode trazer resultados surpreendentes.

Palavras únicas não demonstram a intenção de busca do usuário, mas se você utilizar uma frase, por exemplo, vai conseguir visualizar resultados mais lógicos.

Frases como “estratégia de conteúdo” ou “como vender mais” podem trazer notícias que estão em alta e, dependendo do público e relevância, permitir que você crie conteúdos relacionados.

💡Você também vai gostar de ler: Como descobrir as tendências antes da concorrência?

3. Concorrência direta e indireta

Quem não quer ser a referência que os concorrentes dão uma espiadinha? Mesmo que você seja um formador de tendências, é importante olhar, de tempos em tempos, o que seus concorrentes estão fazendo.

Além de entender como o seu mercado está se comportando, você percebe pontos de melhoria. Por exemplo, em um conteúdo aparentemente bom e com baixo engajamento, é possível identificar o que você faria diferente.

A ideia não é copiar ou agir de forma reativa (eles fazem novos conteúdos e você decide o que fazer depois), mas ter uma base.

4. Influenciadores e criadores de conteúdo

Influenciadores e criadores de conteúdo estão dominando a internet. É praticamente impossível dizer que nunca foi influenciado por algum deles — se disser que não, é provável que você não percebeu..

Hoje, eles estão nos mais diversos nichos, por isso, também servem como inspiração para descobrir assuntos do momento.

Descubra quem são as pessoas que estão criando conteúdos em seu segmento e tire insights para a sua criação. Talvez, uma tendência diferente possa ser adaptada para o seu nicho.

💡Você também vai gostar de ler: Influencers: por que esse estilo de divulgação deu tão certo?

5. Winnin Insights

O Winnin Insights é um software que reúne dados de vídeos das maiores plataformas de conteúdo.

Se você quer descobrir assuntos do momento e criar conteúdos relevantes para sua audiência, não pode deixar de conhecer a ferramenta.

Para começar, você tem duas opções: 

I. Trending tags do dia

As tags do dia são os assuntos que bombaram durante as últimas 24 horas. Em geral, são assuntos que têm uma durabilidade menor. É ótimo para quem cria conteúdos diariamente e não quer perder as novidades.

II. Trending topics

Já na categoria de Topics (assuntos), você consegue ter uma visão mais macro, não apenas de conteúdos que fizeram sucesso nas últimas 24 horas, mas em períodos maiores, como 1 ano.

Em Português, existem 151 tipos de assuntos. Além de ver a categoria em que esses conteúdos se encaixam, você também verá o quão relevante é aquele tipo de conteúdo dentro do período escolhido.

Ao clicar em um dos assuntos do momento, você visualiza o quanto aquele vídeo é relevante para a audiência que você escolher.

Além disso, você também visualiza, dados demográficos, o melhor dia da semana e plataforma para publicar, vídeos interessantes, o que essa audiência consome, entre outros.

Além disso, é possível saber quais são os subtópicos, engajamento e quantidade de vídeos produzidos por outras pessoas dentro daquele tópico.

E se você quiser saber quem está criando os melhores vídeos sobre o seu tema de interesse, o Winnin Insights também exibe essa informação. Quer ainda mais detalhes? A ferramenta mostra a performance dos conteúdos e audiência desse creator.

Consegue perceber o quanto o seus vídeos podem se tornar o próximos assunto do momento? Descobrir os trending topics do jeito certo é a maneira de criar conteúdos cada vez mais relevantes.

“A gente olha para a Winnin como uma verdadeira ferramenta fura-bolha (...) com relação a pesquisa, formatos, temas. Pra gente sair do nosso universo ali” - Canal Foras de Série

Descubra os assuntos do momento e crie conteúdos relevantes para sua audiência

Em cada nicho existem criadores e marcas alcaçando alto engajamento. Por trás disso, também há inumeros conteúdos disputando a atenção da sua audiência.

Por isso, não dá mais para criar conteúdos baseados exclusivamente no feeling, é preciso usar as ferramentas corretas no seu processo criativo.

Cada ferramenta e recurso traz insights sob diferentes perspectivas, por isso elas se complementam tão bem. 

Lembre-se que tornar o ato de criar ainda mais inteligente é simples, basta:

1. Descobrir o que o público está falando sobre os assuntos

2. Entender como usar informação dos veículos de comunicação 

3. Pesquisar os conteúdos da concorrência

4. Estudar influenciadores e criadores de conteúdo

5. Usar o Winnin Insights para ter dados mais apurados para sua criação

Agora é a sua vez de ir além do Twitter.

Receba nossos conteúdos!

Assine nossa newsletter e não
perca nenhum insight